Terça-feira, 23 de Setembro de 2008
A PROPAGANDA DE SÓCRATES É SUPERIOR À DE SALAZAR

A visita do primeiro-ministro & companhia, hoje, às escolas para entregar o "MAGALHÃES", não passa de uma acção de SHOW-OFF e de pura demagogia.

Esta acção de, reality shows, de Sócrates, faria inveja aos ministros da propaganda de SALAZAR

É uma vergonha. Imaginem Salazar, ou Marcelo, a distribuir esferográficas modernas pelas escolas, a chacota que teria sido?

Pois neste momento, os computadores, são ferramentas de trabalho como as esferográficas eram no tempo da ditadura.

Sócrates, quando há inaugurações, primeiras pedras, ou qualquer tipo de lançamentos, não perde uma para a sua propaganda, mas quando existe qualquer problema, por mais pequeno que seja, foge como o DIABO da cruz e esconde-se por de traz dos ministros. É de verdade uma atitude digna de um "homem" corajoso e decidido. Mas na minha terra, a isto chama-se, cobardia.

 



publicado por LFF às 20:18
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De José Oliveira a 31 de Dezembro de 2008 às 19:57

DE COMO AS PINGUINHAS DA PROPAGANDA DO GOVERNO
VÃO PROVOCANDO A INDIGNAÇÃO DOS MAIS ATENTOS

Decorre a noite de ontem 30 de Dezembro. São 8
horas da noite, tiveram início os telejornais, e
enquanto a srª Dias vai e vem da cozinha,
tentando perceber o que vai pelo mundo ao mesmo
tempo que prepara o jantar, o marido passa por
uma experiência intensa no mais profundo de si
mesmo, que se vai manifestar dentro de momentos.
Talvez porque uma certa dose de ingenuidade de
vulgar cidadão não vai impedir que deixe de
notar a asfixia iminente.

Situemos de novo a sua ingenuidade: ele pensava,
como muitos portugueses mais ou menos atentos,
que já tinham sido distribuídas centenas de
milhares de computadorzinhos 'Magalhães'!
Só uns dois dias atrás é que o senhor Dias tinha
tomado consciência que do portátil 'Magalhães'
ainda só foram distribuídos 40 ou 50 mil
exemplares... e tudo depende de as autarquias
pagarem (... e não querem pagar) os custos da
ligação à Internet... Ele dava como adquirido
aquilo que em manifestações feéricas perante as
câmaras televisivas, inclusivé com dirigentes
estrangeiros (!), o primeiro-ministro tinha
avançado: Portugal catapultado para nº 1 da
revolução tecnológica, não-sei-que mais!!!

«Nabo que eu sou!» gritará ele daí a momentos.


Como tantas vezes acontece, a peça do 'puzzle'
que lhe faltava no cérebro para somar dois mais
dois, veio de um domínio aparentemente não
relacionado.
Essa constatação negativa, apopleticamente
formulada, ocorreu depois de ouvir no Telejornal
da RTP1 a notícia: «Depois de ter incluído a
vacinação contra o Papiloma humano no Plano
Nacional de Vacinação o governo atribuíu mais 17
milhões de euros».
Algo no cérebro do sr. Dias se rebelou: afinal,
já está mesmo incluído no Plano Nacional de
Vacinação ou não?
Se sim, porquê juntar no mesmo título de notícia
duas coisas diferentes? O apresentador José
Alberto Carvalho não viu nem podia ver a reacção
motora comandada por um cérebro desconfiado - o
sr. Dias quase atropelou o filho de tenra idade
que estava sentado ao seu lado, na sala-de-
estar! Tal foi a indignação, que teve de dar-lhe
saída física e sonora; de um momento pareceu
passar de um cidadão e pai de família recatado
para um indivíduo virulento e revoltado.

Se bem que à data já tivesse como certo que este
governo e o seu chefe se tornaram especialistas
em anunciar as medidas governamentais 'às
pinguinhas', para parecerem mais, o sr. Dias
chegou ontem ao ponto em que se pensa ou se diz:
«Muito bem. Já te topei, não aguento mais!»
Compreende-se mas nem por isso se aceita, sabem
como é? E dá-se um grito que quer dizer:
«Basta!»

Ao referir para a srª Dias, que lhe prestara
atenção, esta estranheza, citou o outro exemplo
que no momento lhe incendiava a consciência - o
caso do 'Magalhães' - e ela (mostrando a
competência feminina de dar atenção redobrada à
informação menos formal ou mais espampanante)
cravou-o com um «Ah ainda não sabias?! Até houve
uma escola qualquer onde, após o primeiro-
ministro voltar as costas, retiraram os
computadores às crianças!»
Apesar da desconfiança e da indignação larvar
que o possuíam, ficou entre o incrédulo e o
estarrecido: tanto, também não acreditava!
A imagem de uma comitiva oficial, de terra em
terra, de cerimónia televisionada em cerimónia
televisionada, a distribuir computadorzinhos e,
ao ir embora, uns acessores ou guarda-costas a
retirarem os brinquedos e, mais adiante, a
distribuirem-nos de novo à frente das câmaras, e
por aí fora, passou-lhe pelo cérebro, mas
arquivou-a algures entre duas circunvoluções,
até melhor perceber se pertencia ao mundo real
tal como o vemos na tv, se ao mundo
televisionado tal como o vemos em nossas casas,
se apenas à maldade das avaliações informais nas
costas dos chefes.

Se o sr. ou a srª Dias utilizaram a Internet
para pesquisar, rapidamente perceberam que ainda
só estavam as jovens com 13 anos, e agora vai
haver algumas mais... De facto às pinguinhas! Às
pinguinhas também porque suscitou intervenção
pública - eu ia escrever publicitada - ao sr.
Primeiro e à srª Ministra da Saúde, em separado
e a somar, porque se trata de uma medida
importante, sem dúvida.

E se o sr. Dias ainda não se acalmou, já concluiu, entre


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

...

...

ASSIM VAI O MEU PAÍS

OLHAR REALISTA SOBRE A VI...

SOCORRO SENHOR PRESIDENTE

SER LIVRE IMPLICA TER COR...

SÓ NOS AÇORES

LEI DA ROLHA "TAMBÉM" NOS...

CRÓNICAS DA MINHA TERRA

HAJA VERGONHA

arquivos

Dezembro 2013

Março 2013

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds